[1.2] Calvinismo e a Predestinação – Versículos

 

John Calvino reformador Teólogo francês formulou o sistema em Soteriologia ( estudo da salvação) que leva seu nome. Seu ponto de vista declara que Deus predestinou alguns para ser salvos e outros a perdição. Calvinistas são divididos basicamente em dois grupos, os extremistas chamados “Hiper-Calvinistas” e “Calvinistas Moderados”. Os Hiper-Calvinistas se baseiam em cinco pontos do Calvinismo que serão explicados adiante. Os Calvinistas Moderados aceitam um ou mais desses cincos pontos. Calvinismo é também referido como o ensino de “limited atonement” expiação limitada. Esta controvérsia começou durante a reforma no décimo sexto século, por John Calvin que pensou que alguns homens foram predestinados por Deus para receber salvação e outros foram predestinados a ser condenados ao inferno. Estes que Deus em Sua soberania escolheu a serem salvo, seriam salvos. O resto da raça humana, não escolhida por Deus para receber vida eterna, não teria a oportunidade de ser salva. Deus teria decretado a sua perdição. Hoje esta Teologia é chamada de “Reforma Teológica”. Esta é a posição dos Presbiterianos como também um grande número de Batistas que se baseiam neste ensino.

Contudo, Calvino admite que Adão tinha livre arbítrio em sua obra “Institutas” . Abaixo a obra original em latim.

 

Calvino 1 Pt

 

 

 

https://yahwh.wordpress.com/wp-admin/post.php?post=1105&action=edit

 

Continuando, este ensino é também chamado “Cinco Pontos do Calvinismo”. Os cincos pontos são representados usando a sigla “TULIP” em Inglês.

T Total depravity. Depravação total.
U Unconditional election. Eleição incondicional.
L Limited atonement. Expiação limitada.
I Irresistible grace. Graça irresistível.
P Perseverance of the saints Perseverança dos santos.

Basicamente , ensina que o homem é totalmente depravado,  sem nenhum direito ou habilidade de escolher e receber salvação. O Calvinismo pressupõem que o homem não tem nenhuma autonomia ou parte na escolha de vir ao Messias e receber salvação. Ele ensina que Deus, exercendo Sua soberania, primeiro elege e decreta a alguns para a salvação em tempos passados. Depois estendeu ” irressistible” (irresistível graça) para essas pessoas, significando que Deus oferecendo salvação, o homem não poderia refugar. No entanto, o homem não teria nada a fazer com sua salvação recebida, pois Deus o escolhera a salvá-lo o que o causou a ele a crer.

Há muitas objeções ao Calvinismo, a principal é que ensina quando Deus escolhe a salvar alguns Ele também escolhe outros a não salvar.

Este ponto de vista diz que há pessoas que não poderão ser salvos, porque Deus não os escolhera a salvá-los. Tais que faz tal objeção, contradizem o ensino Bíblico que primeiro, o  Cristo morreu e pagou por todos os pecados  dos homens. (I João 2:2) e Deus “…há de ser todos  os homens salvos ? (I Tim. 2:4).

Outro ponto bíblico dos Calvinistas é que ensinam a absoluta perseverança dos santos. Uma vez salvo, o homem não pode se perder, nem tão pouco sair da presença de Deus em sua vida. O homem nada fez para receber a salvação, e nada para manter ou perdê-la. Ele está totalmente nas mãos de Deus.

 

A PREDESTINAÇÃO

No fundo, o raciocínio calvinista, os quais creem na predestinação é mais ou menos assim:

Tudo emanou de Deus, de sua palavra, da sua vontade.

Pela sua onisciência, Deus sabia de antemão quem seria salvo e quem seria condenado.

Acreditam que somente aceita o Messias e se mantém no caminho, aquele que, de antemão, foi predestinado a aceitar, manter-se fiel, a ser salvo;

Caso seja predestinado a perdição, não aceita o Messias, ou se aceitar, não permanece.

A simplicidade dessa raciocínio esbarra em alguns versículos que descrevem os atributos do eterno, confronta-se com outros e contradiz inúmeros outros.

ROMANOS 8.28-38 Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30 E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.

JOÃO 13.18 Não falo a respeito de todos vós, pois eu conheço aqueles que escolhi; é, antes, para que se cumpra a Escritura “Aquele que come do meu pão levantou contra mim seu calcanhar”.

ATOS 13.48 Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna.

EFÉSIOS 1.4,5 assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor 5 nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade.

II TIMÓTEO 1.9 que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos.

Msg 02 Caim sem Livre Arbítrio

 

 

 

 

 

 

II TESSALONICENSES 2.13,14  Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, 14 para o que também vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.

JOÃO 6.39  E a vontade de quem me enviou é esta: que nenhum eu perca de todos os que me deu; pelo contrário, eu o ressuscitarei no último dia.

MARCOS 13.27  E ele enviará os anjos e reunirá os seus escolhidos dos quatro ventos, da extremidade da terra até à extremidade do céu.

ROMANOS 11.5-9  Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça. 6 E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. 7 Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos, 8 como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir; até ao dia de hoje. 9 E diz Davi: Torne-se-lhes a mesa em laço e armadilha, em tropeço e punição; 10 escureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam, e fiquem para sempre encurvadas as suas costas.

COLOSSENSES 3.12  Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.

I PEDRO 1.2  eleitossegundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam multiplicadas.

APOCALIPSE 17.14  Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele.

MATEUS 22.14  Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos.

MATEUS 24.24  porque surgirão falsos Cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos.

MATEUS 24.31 E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.

MATEUS 25.34  então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.

EFÉSIOS 2.1-10 Ele vos deu vida, estando vós mortos em vossos delitos e pecados, 2 nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; 3 entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais. 4 Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, 5 e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, pela graça sois salvos. 6 e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus; 7 para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça, em bondade para conosco, em Cristo Jesus. 8 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós; é dom de Deus; 9 não de obras, para que ninguém se glorie. 10 Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.

OBSERVAÇÃO: A compreensão desse texto é a seguinte: Todos estão mortos espiritualmente. Um morto não tem capacidade de crer nem aceitar nada. Todos estão mortos. O Senhor vivifica aqueles que ele escolhe, pela regeneração, e essas pessoas podem então crer. A fé que faz com que eles creiam é um dom de Deus. Se ele escolheu e vivificou muitos, mas não fez isto com todos, então isso é eleição.

ROMANOS 9.11-24 E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama), 12 já for adito ela: ‘o mais velho será servo do mais moço’. 13 Como está escrito: ‘Amei Jacó, porém me aborreci de Esaú.’ 14 Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum! 15 Pois ele diz a Moisés: ‘Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão.

16 Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia. 17 Porque a Escritura diz a Faraó: ‘Para isto mesmo te levantei, para mostrar em ti o meu poder e para que o meu nome seja anunciado por toda a terra.’

18 Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz.

19 Tu, porém, me dirás: De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu a sua vontade? 20 Quem és tu, ó homem, para discutires com Deus?! Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim? 21 Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra? 22 Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira, preparados para a perdição, 23 a fim de que também desse a conhecer as riquezas da sua glória em vasos de misericórdia, que para glória preparou de antemão, 24 os quais somos nós, a quem chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?.

MARCOS 4.10-12 Quando Jesus ficou só, os que estavam junto dele com os doze o interrogaram a respeito das parábolas. 11 Ele lhes respondeu: A vós outros vos é dado conhecer o mistério do reino de Deus; mas, aos de fora, tudo se ensina por meio de parábolas, 12 para que, vendo, vejam e não percebam; e, ouvindo, ouçam e não entendam; para que não venham a converter-se, e haja perdão para eles.

OBSERVAÇÃO: Para o calvinismo este é um versículo claro de que muitos são predestinados a não entender, não crer e não se converter.

LUCAS 13.24 Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.

Veja no link abaixo:  Calvino e o Livre Arbítrio de Adão (contradições)

https://yahwh.wordpress.com/calvino-e-o-livre-arbitrio-de-adao/

O LIVRE ARBÍTRIO, simples e claro.

  • Adão tinha livre arbítrio. Inocente, poderia comer LIVREMENTE de toda árvore, menos na árvore do Bem e do Mal. Entretanto, como tinha livre arbítrio, desobedeceu uma ordem do Eterno. (Gn 2:16-17)
  • Adão, após ter conhecimento do Bem e do Mal, e tonar-se como D’us, continuava a ter o Livre Arbítrio, e nessa fase com um agravante; teria Livre Arbítrio sabendo o Bem e o Mal. Saber o bem e o mal não é estar sob o domínio de há-satan. D’us sabe o bem e o mal e é soberano. (Gn 3:22)
  • O pecado de Adão foi a desobediência. Saber o bem e o Mal não é pecado, senão D’us seria pecador. (Eis que o homem se tornou como um de nós, sabendo o bem e o mal) (Gn 3:22)
  • Adão se tornou mortal não por comer o fruto do conhecimento, mas porque D’us o expulsou do paraíso, para que não estendesse a mão e comesse da árvore da vida e vivesse eternamente. (Gn 3:22)
  • Caim, filho de Adão, tinha Livre Arbítrio. Não seguiu o conselho do Eterno para fazer o bem. Caso Caim fosse predestinado a fazer o mal e não tivesse possibilidade de escolha, D’us teria mentido para ele, pois disse-lhe que poderia fazer o bem. (Gn 4:7)
  • Os filhos de Jerusalém tinham e tem Livre Arbítrio. D’us sempre quis juntá-los como uma galinha ajunta seus pintos, mas Jerusalém nunca quis. Deus quer, mas o homem não querer. O Homem pode, por sua vontade, por seu livre arbítrio, resistir a D’us, ao Espírito Santo. (Mt 23:36, At 7:51)
  • O Mashiach tem vontade própria, mas não fez sua vontade. Por livre arbítrio, sempre fez a vontade do Pai. (Mt 26:39, Mt 27:42, Mc 14:36, Jo 6:38, Jo 5:30)
  • O Mashiach venceu as tentações sob condições semelhantes a dos homens. Por isso é misericordioso, sumo sacerdote e intercessor dos homens. Caso tivesse vencido utilizando de poderes que os homens não possuem, teria algum mérito a sua vitória? Como vimos, o Mashiach venceu abdicando de sua vontade, do seu livre arbítrio, fazendo a vontade do Pai. Sabemos que o livre arbítrio do homem não o salva, porém é mais que o suficiente para abrir a porta, para aceitar o Messias como seu salvador. O homem também tem livre arbítrio, tem vontade própria, mas assim, como os filhos de Jerusalém, não quer ouvir o chamado do Pai e nem fazer a sua vontade. (At 7:51)
  • O Homem, por livre arbítrio, pode resistir ao Espírito Santo. (At 7:51)
  • O convertido pode cair do estado de graça e perder a salvação. (Hb 10:26-27), ( 2Pe 2:20-22), (Hb 6:4), (Hb 2:3), (Hb 3,14), (ex 32:33)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s